A expectativa de vida de uma pessoa trans no Brasil é de apenas 35 anos, menos da metade da expectativa de vida geral do brasileiro; que é de 74,9 anos, segundo o IBGE. A violência é uma das principais causas dessa realidade porque o país figura no topo da lista mundial de mortes de travestis e transexuais, de acordo com a ONG Transgender Europe (TGEU). E o Ministério dos Direitos Humanos decidiu encarar de frente este desafio: o de sensibilizar toda a sociedade brasileira para a naturalidade das múltiplas orientações sexuais e identidades de gênero. Entrou no ar no dia  do Dia Internacional do Orgulho LGBT 2017, a campanha integrada  ‘Deixe seu preconceito de lado. Respeite as diferenças’: filme, rádio, mobiliário urbano, internet, redes sociais e Spotify.

Filme

Impressos

 

Internet

OUTRAS CAMPANHAS DESTE CLIENTE